Aos 70 anos, João Batista Rezende, da cidade de Caçu, na região sudoeste de Goiás, recebeu o título de ‘Mais idoso com síndrome de Down no Brasil’. Os familiares do João, solicitaram ao RankBrasil, responsável por um livro de recordes brasileiros, para que o idoso seja reconhecido com o título.

Nascido em 23 de junho de 1948, ele teve o recorde oficialmente reconhecido em 26 de setembro de 2018, então com 70 anos,  e boa saúde.

O Goiano curte tocar gaita de boca, assistir televisão e dançar, apesar de não estar mais participando dos bailes da terceira idade, que frequentava antigamente. João Batista também faz exercício físico com caminhadas pela manhã.

O reconhecimento do recorde pelo RankBrasil é algo muito importante, pois mostra que pessoas com síndrome de Down podem chegar a terceira idade e ter uma vida saudável.

A MATURIDADE É PARA TODOS

Os adultos com síndrome de Down estão atingindo a terceira idade em uma base regular. Embora haja muitos marcos interessantes que acompanham o envelhecimento, a velhice pode trazer desafios para os quais os adultos com síndrome de Down e seus familiares podem não se sentir adequadamente preparados. Para aproveitar todos os aspectos maravilhosos de uma vida mais longa, é importante ser proativo e aprender sobre as questões que podem estar por vir. Exercício físico e uma dieta saudável é muito importante.

Saiba mais sobre as fases da vida de uma pessoa com síndrome de Down.