Foi um Sábado de reflexões e compromissos,

Assim definiu Luzia Zolini, organizadora do evento. No último sábado, o Educador Social, Alex Duarte, esteve em Belo Horizonte realizando uma vivência enriquecedora sobre a capacidade das pessoas com deficiência intelectual. “Estamos atravessando um novo momento na inclusão. Pessoas com deficiência intelectual estão exercendo seu papel na sociedade, tomando suas próprias decisões. É o verdadeiro protagonismo que buscamos”, disse.

Mais de 200 pessoas também puderam conheceram os resultados da experiência da Expedição 21, o novo programa  criado pelo projeto Cromossomo 21. Os participantes de BH Luan Mogies, Thamires Freitas e Isabella Zolini subiram no palco e relataram o quanto esse desafio impactou suas vidas. “Deu mais segurança para fazermos coisas sozinhos. Isso é autonomia”, garantiu Luan. O evento intitulado “Ninguém é igual a ninguém ainda bem”, foi organizado pela Associação Amigo Down e apoiado pelo empresário Pedro Faria. Estiveram presentes as associações: Conecta 21, Viva Down, estudantes de Medicina, profissionais da saúde, psicólogos e pedagogos, além de pais e familiares.

 

Sobre a nossa palestra:

Uma vivência enriquecedora sobre como lidar com as diferenças, julgamentos e fortalecer nosso estado emocional. Alex trabalha o empoderamento pessoal, como buscar atitude mental positiva e ver a deficiência como algo que alavanca as oportunidades e jamais segrega às pessoas. A palestra é uma orientação de como gerir emoções, controlar seu próprio destino, com responsabilidade e respeito ao outro. A duração é de 2h, realizada de forma vivencial com interação do púbico, dinâmicas e oficinas.

 

APRENDA:

Estruturação Emocional: Laços sociais e sua estrutura objetiva para enxergar habilidades e capacidades

Vencer julgamentos e preconceitos

Capacidade de mudanças e paradigmas

Compreender a diversidade com evolução pessoal